Meditação

Tipos de Meditação: As 8 Principais para você começar

No mundo zen, a meditação emerge como uma prática milenar e atemporal, ajudando no autocuidado e no desenvolvimento pessoal.

Em um mundo que parece cada vez mais estar em um ritmo rápido, a meditação oferece um refúgio, um espaço para respirar e se conectar consigo mesmo.

Ideal tanto para iniciantes, como para os mais experientes que estão procurando aprofundar as próprias experiências, enriquecendo a alma e revitalizando o corpo rumo ao equilíbrio e paz interior.

O que é a meditação?

A meditação é um método antigo de cultivar a atenção focada, a consciência expandida e um estado mental de tranquilidade e estabilidade. Dentro da meditação, existe uma variedade de técnicas, como, por exemplo, se concentrar em um objeto específico ou pensamento.

A origem da meditação pode ser rastreada nas tradições hindus do Vedantismo. Com o tempo, técnicas de meditação começaram a se popularizar em novos locais desde o século XIX, cruzando fronteiras e culturas.

Além da prática espiritual, a meditação tem se tornado cada vez mais popular para cuidar da saúde mental e como terapia complementar na psicologia.

8 Tipos de Meditação

1. Meditação Mindfulness (Atenção Plena)

A primeira forma de meditação é a mindfulness (atenção plena) que envolve em ter uma consciência atenta e focada no agora, sem julgamentos. A prática é focada em ter um ponto de ancoragem, como a respiração ou estado do corpo.

É inspirada nas práticas budistas, contribuindo significativamente para a diminuição do estresse e promovendo um estado de paz interior. Se popularizou como uma resposta ao ritmo acelerado da vida moderna, onde muitas pessoas fazem tudo de forma quase automática, sem prestar muita atenção nas ações.

2. Meditação Transcendental

A meditação transcendental foi desenvolvida em 1958 por Maharishi Mahesh Yogi para alcançar o estado de consciência pura de maneira metódica, sendo um estágio de profunda tranquilidade, mas com a mente desperta.

Nesta forma de meditação, o foco em elementos específicos não é aplicado, o objetivo é a imersão total na consciência, sem esforço para controlar os pensamentos.

A sua prática é sugerida em um ambiente tranquilo, sentado e com os olhos fechados, feito durante 20 minutos, duas vezes ao dia ou pode ser feito com a orientação de um instrutor especializado.

3. Meditação Guiada (Visualização)

A meditação guiada é muito utilizada em sessões de yoga ou meditação com os instrutores atuando como facilitadores, é sugerida para quem tem dificuldade para se concentrar por conta própria.

Também existem aplicativos que oferecem orientações e palavras para ajudar no processo de meditação. É um ótimo tipo de meditação para o fim do dia, ajudando a aliviar o estresse e preparando para um sono tranquilo.

O objetivo da meditação guiada é oferecer suporte para superar obstáculos pessoais e promover um estado de relaxamento profundo.

4. Meditação de Movimento (Tai Chi Chuan)

O Tai Chi, conhecido popularmente como meditação de movimento, é uma arte marcial chinesa e é feita de forma dinâmica com movimentos suaves e conscientes com técnicas de respiração e foco mental a pessoas de todas as idades.

Essa forma de meditar promove o estado de atenção plena, permitindo a harmonização entre corpo e mente. É perfeita para começar o dia.

5. Raja Yoga

O Raja Yoga tem foco na jornada interior rumo ao autoconhecimento para descobrir a essência e o estado puro de si. É diferente de outras práticas que tem técnicas específicas ou posturas físicas (asanas).

A prática do Raja Yoga começa pelo desligamento de influências externas, incluindo ruídos, circunstâncias e objetos materiais. Direciona-se a concentração em uma memória ou pensamento positivo.

É uma maneira de propor um caminho para o praticante seguir e reencontrar seu estado de completude original.

6. Mantras

Originária do Hinduísmo, os mantras são a repetição consciente de palavras ou sílabas específicas e são utilizados nas práticas de yoga por conta de induzirem vibrações positivas quando vocalizadas.

Um dos mais famosos mantras é o “Om” descrito como o som primordial do universo. A meditação com mantras é benéfica para o aumento do estado de alerta e foco, contribuindo para uma experiência profunda e eficaz.

7. Zen ou Zazen

A meditação Zen ou Zazen destaca a postura ereta e a respiração, seja sentado em uma cadeira, banco ou sobre uma almofada. As mãos ficam uma sobre a outra, enquanto as pernas permanecem cruzadas, tendo uma respiração natural e descomplicada.

É uma prática que tem origem no Zen-Budismo, uma vertente do Budismo que se desenvolveu no Japão e é praticada com os olhos semiabertos e corpo alinhado.

O objetivo é cultivar uma consciência plena das próprias percepções sem tentar dominá-las, buscando a harmonia interior e conduzindo um encontro com o nosso eu.

8. Vipassana

O Vipassana tem origem do Budismo da Índia, é uma prática profundamente enraizada no autoconhecimento, observação pessoal e exploração da conexão entre a mente e o corpo.

É um método que se baseia nos princípios da meditação, inspirado pelos ensinamentos de buda e dividido em duas vertentes:

  • Samatha: Foca na calma e na concentração.
  • Vipassana: Destaca a importância de perceber a realidade com nitidez.

É sugerido na prática adotar a posição de meia lótus para facilitar a circulação sanguínea, fazer silêncio, não interagir visualmente com outros participantes e focar na respiração, expandindo a consciência das sensações corporais por meio de elementos da natureza.

Como começar a meditar?

Uma forma poderosa de autoconhecimento e bem-estar, a meditação requer consistência para os benefícios serem percebidos, uma dica é começar escolhendo um mantra para meditação com sessões curtas e aumente gradualmente o tempo em um espaço calmo e confortável.

Não se esqueça de testar diferentes tipos de meditação, assim, você vai descobrir a que mais agrada incorporando as formas de meditação em atividades rotineiras, como tomar banho ou lavar louça, por exemplo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *